Blog da Professora Lúcia Leiro

02/14/2011

Filhos e outros dependentes de políticos nas escolas públicas

Filed under: Uncategorized — ltleiro @ 19:43

No dia 16 de agosto de 2007, o senador Cristovam Buarque apresentou o Projeto de Lei (PL) nº 480 que determina “a obrigatoriedade de os agentes públicos eleitos matricularem seus filhos e demais dependentes em escolas públicas até 2014”.

O projeto encontra-se desde o dia 14 deste mês na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, aguardando a designação do relator.

Será que a estratégia visa melhorar o ensino público? O que você acha?

2 Comentários »

  1. Complicado tentar vislumbrar as artimanhas que os políticos brasileiros fariam para burlar a lei… é bem possível sim que matriculassem, até porque seria mais um “item” para verbalizar em suas campanhas… contudo tenho certeza de que o acompanhamento que seus filhos teriam extra classe não seria o mesmo. Por outro lado, estando o (a) filho (a) lá, seria bem possível que melhorasse a ventilação das salas de aula, o estado físico das escolas.

    Realmente é uma estratégia para nos por a pensar: o que aconteceria?

    Ler este post lembrou-me de certa ocasião, numa sala de aula em meu curso na UNEB, que minha professora iniciou uma conversa sobre o assunto: “se todo professor, independente da titulação ou cargo ou poder aquisitivo matriculasse seus filhos na escola pública ela não seria mais a mesma!”
    No entanto ao ser questionada sobre o porque não matricular seu filho de seis anos numa destas escolas a resposta dela foi:

    “Não matriculo porque não tenho tempo para acompanhar a ESCOLA, o ENSINO e a PROFESSORA de perto, nem tão pouco teria onde deixá-lo toda vez que faltasse água na escola, houvesse uma paralização, falta de energia,…, mas tenho muita vontade!”

    Comentário por izabel xavier — 08/16/2011 @ 23:31 | Responder

  2. A ideia de Cristovam Buarque é boa, no entanto sabemos que é utópica. Se de fato o projeto fosse aprovado, teríamos a certeza de que a escola publica teria uma crescente. Sabendo que o desempenho de seus filhos seja devido a uma insatisfação dos professores por conta do baixo salário, os deputados no mês seguinte reajustava este salário. Sabemos que isso vai ficar apenas no papel, pois este projeto vai de encontro com a escolha pessoal.

    Comentário por Tiago Cortes — 09/21/2011 @ 18:57 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: